sábado, 6 de novembro de 2010

Outubro Generoso

O mês de Outubro costuma ser bastante produtivo em termos de capturas dignas de registo. Não esquecendo os próximos e bons mêses que se avisinham, o "Robalos ao Spinning" dá uma mostra do quanto generosas foram as pescas efectuadas neste Outubro, estas fruto da dedicação e da insistente procura do misterioso e apaixonante peixe que é o robalo. Parabéns ao amigo Luis Brito que se iniciou ao spinning estreando-se com a captura do seu primeiro robalo que acusou 5.400kg.

Boas pescas.
Pedro Gomes.




































quarta-feira, 29 de setembro de 2010

Pescas de Verão


Boas, enquanto o amigo Luis Barros andou pelas ilhas a realizar boas pescas nós andámos por cá à procura de robalos.
Deixo o registo de algumas das nossas capturas.

Abraços e boas pescas.



























quinta-feira, 23 de setembro de 2010

Anchova ao Spinning

Boas, como prometido aqui fica o video da captura da anchova de 7 Kg. Não está toda porque as pilhas acabaram e a qualidade é baixa.

video

Após o terminio do filme esta luta continuou e voltou a arrancar mais duas vezes para fora.. Uma luta que ficará para sempre na minha memória. Muito peso na cana, a água encontrava-se cheia de sargaço o que não ajudou em nada.

Boas pescarias

Luis Barros

domingo, 12 de setembro de 2010

Uma viagem pelo paraíso...

Mais uma vez um dos elementos do Robalos ao Spinning marcou presença no magnífico arquipélago dos Açores. Dia 29 de Julho fiz-me acompanhar da minha namorada (Marlene) até á ilha Terceira, seguidamente Pico, Graciosa, Faia l e como não poderia deixar de ser a maravilhosa ilha de São Jorge, ilha esta onde passamos a maioria do nosso tempo na companhia do nossos grandes amigos Luis Serpa e sua esposa até dia 6 de Setembro.
Aqui ficam alguns registos fotográficos das ilhas por onde passamos acima mencionadas.

Ilha Terceira

Graciosa

Pico

Faial


São Jorge

Locais lindissimos e tantos outros que ficaram por registar. Mas é de pesca que os leitores querem ouvir falar, de spinning mais concretamente. Posso dizer-vos que só tive oportunidade de fazer spinning na ilha de São Jorge e mal coloquei os pés em solo São Jorgense fui "brindado" com as frases de alguns locais:" é o pior ano de anchovas de sempre, há 3 semanas que não se apanham anchovas de terra ". O que sabemos é que Açores é Açores mas não deixa de ser diferente do que acontece aqui, por vezes o azar de uns é a sorte de outros. Quero eu dizer com isto, que no dia em que cheguei me dirigi ao local onde tinha ferrado uns peixes no ano anterior e ao quarto lance, zasss lá estava esta bela anchova aos saltos, comportamento que as caracteriza pela sua belissima luta.






4 Kg para o primeiro peixe, pensei que já tinha feito o troféu da minha viagem. Continuei a fazer a minha pesca até que a ponteira da cana se soltou, e terminei a minha pesca por esse dia. No dia seguinte voltei ao pesqueiro de manhã sem sentir um único toque, voltei a pescar ao final do dia noutro pesqueiro e voltei a gradar. Afinal tinham razão, é um mau ano de peixe. Terceiro dia de manhã ferro um matulão daqueles mas esta luta não dura muito tempo, foi á sua vida. Tive mais 2 ou 3 dias de grade a pescar pouco devido as tempestades que destruiram a nossa tenda mas no fim destes dias fui fazer uma pesca com o meu amigo Miguel (Grande), um local que já realizou pescas impressionantes. Entretanto ele deu por terminada a sua pesca e pouco tempo depois, mesmo com o dia a findar, ferro esta linda anchova que mais uma vez deu o previlégio de uma bela luta. Valeu a ajuda da Marlene que se ajeitou com o puxeiro.



"Agora sim, o meu troféu.." pensei eu mais um vez. 6 Kg de anchova, não se costuma ver muito, mas lá aperecem.
Entretanto sucederam-se mais umas grades e numa das pescas com a Marlene e o Miguel, num dia em que as águas estavam repletas de sargaço um torpedo de 7kg lançou-se á minha daiwa sardinha. Mais tarde postarei aqui a filmagem desta captura embora a qualidade seja reduzida, para já ficam apenas as fotos.










No último dia ainda perdi um bom peixe depois de o ver a atacar a amostra.
Deixo também uma pesca ao fundo com polvo.


Vejas e moureões.

E assim foi mais uma viagem a um dos paraisos do nosso lindo pais.

Cumprimentos a todos.

Luis Tiago Barros



sábado, 24 de julho de 2010

Calor Sol e Peixe


Nos meses mais quentes do ano e com a presença do sol no seu expoente máximo, também se efectuam boas capturas quer em qualidade como em quantidade.
António Cardoso.
Abraço e boas pescas.

sexta-feira, 14 de maio de 2010

Peixes de comedia

Boas, no passado sábado fui a mais uma spinnadela e sabendo que andava a comedia bem proxima da costa as esperanças eram francamente elevadas.
Chegado ao pesqueiro que mais motivara iniciei a pesca numa zona de baixa profundidade e passados uns lançamentos já tinha um cachaço ferrado, continuei tentando enganar mais algum mas nem sinais deles nem da dita comedia. Mais tarde e depois de uma pausa fui caminhando a bater todos os locais que me pareciam propicios para a captura de mais um labrax mas continuava sem sinal desses meninos. Nisto avisto ao longe uma quantidade significativa de gaivotas que mergulhavam assim que os sets entravam, pensei instantaneamente que seria ali. Depois de mais um pouco da caminhada até ao dito local começo por ver a comedia a saltar em forma de fuga ao que se encontrava por baixo. Eram eles!!!



Ao terceiro lançamento zauuuu, ferro um e de seguida ferro outro que em jeito de teimosia e confiança acabei por perder ao levanta-lo para a pedra onde me encontrava. A comedia em constante movimentação alterou o seu posicionamento e eu pensando bem, contornei a pedra para onde andava a efectuar os lançamentos. Ferrei de seguida mais dois em que o maior decidiu ser o último, este acusou na balança 2.350kg.
Assim foi mais uma investida bem sucedida, pena o meu companheiro de pesca não ter tido a mesma sorte.
Mais uma vez ficou comprovado que vale bem a pena procurar e estar atento a todas a movimentações que nos rodeiam.

Abraço e boas pescas.
Pedro Gomes.

quarta-feira, 10 de fevereiro de 2010

Quando o mar não deixa...

Boas, no dia de ontem visto que o mar apresentava-se bastante grande e sem condições decidi mais o amigo Bruno ir exprimentar pela nossa terceira vez a pesca ao corrico de kayak. Foi uma manhã bem passada, com alguma chuva à mistura e um robalote que cheio de fome atacou a nossa raglou verdinha, este seguidamente foi devolvido à sua maternidade e habitat natural, a Lagoa de Óbidos. Tantos exemplares como este vejo bastantes vezes nos sacos de rede e baldes de pescadores que conscientemente ou inconscientemente decidem em traze-los para casa em vez de os soltarem com o objectivo de uns anos mais tarde talvez voltarem a encontrar-se.
Ficam os registos fotográficos apesar da péssima qualidade da foto do robalote originada pelas gotas de água na lente.

Abraço e boas pescas.


Pedro Gomes.






quinta-feira, 28 de janeiro de 2010

Boas, visto que as pescas não têm sido muitas por motivos escolares, deixo algumas das pescas feitas por mim, e claro, pelo amigo António Cardoso. Estas foram realizadas ainda no final de 2009.
Espero abordar-vos o mais rapidamente possivel com novas histórias e capturas visto que este proximo mês de Fevereiro vai ser passado com imensas pescas, espero eu!

Abraço e boas pescas.

Pedro Gomes.



































terça-feira, 5 de janeiro de 2010

O curioso...

"Já prendeu na pedra" - pensei eu quando senti peso na cana... No entanto lá na ponta do fio e pendurado nesta Akada sardinha lá vinha este Bodião curioso...
Caso para dizer:
"E esta hein?"
Bom ano e boas pescas!
Bruno David